Envie agora sua mensagem para o locutor!

200
caracter(es) restante(s)

Previsão do tempo!

Agora o tempo está Ensolarado com 27 ºC.

Envie agora seu recado ao nosso mural!

200
caracter(es) restante(s)

Notícias: Geral

Justiça Federal de Santo Ângelo instala o Cejuscon
16h17, 23/07/2012

A Justiça Federal do Rio Grande do Sul inaugurou no dia de hoje(23), seu mais novo Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejuscon), na cidade de Santo Ângelo.

 

Trata-se da oitava unidade totalmente dedicada à conciliação no estado.

 

O Diretor do Foro da Seção Judiciária do Rio Grande do Sul, juiz federal Eduardo Tonetto Picarelli, presente à cerimônia, frisou que a prática da conciliação tem sido amplamente incentivada nos últimos anos no âmbito da Justiça Federal.

 

"De viés pacifista e inovador, ela atribui às partes a responsabilidade e o poder de decidirem a melhor alternativa para o conflito em que se encontram envolvidos", afirmou.

 

Atualmente na Justiça Federal de Santo Ângelo tramitam 6.500 processos, e aqueles em que existe possibilidade de conciliação são encaminhados para o Cejuscon.

 

Jair Somavilla, supervisor e conciliador do Centro, diz que cabe a ele promover o diálogo, acompanhar as negociações e ao juiz o papel de homologar judicialmente o resultado acordado.

 

Entre seus principais benefícios, destacam-se a agilidade e a economia na resolução dos processos, além da maior satisfação, por parte dos envolvidos, com o acerto final.

 

Outra novidade do Cejuscon de Santo Ângelo será a realização de acordo pré-processual.

 

Conforme Somavilla, a Caixa apresenta da Justiça Federal uma lista de nomes de pessoas que terão ações ajuizadas.

 

"Antes do ajuizamento chamamos as partes e havendo interesse procedemos a um acordo conciliatório com a chancela da Justiça Federal", diz o supervisor do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania-Cejuscon.

 

Conforme o Juiz Federal Eduardo Tonetto Picarelli, a chamada solução autocompositiva de litígios vem sendo utilizada em matérias bastante distintas, abrangendo desde ações de fornecimento de medicamentos a processos relativos a crédito com a Caixa como o Fies, Sistema Financeiro da Habitação-SFH e Construcard, passando pela área previdenciária e por execuções fiscais.

 

Atualmente, a Justiça Federal do Rio Grande do Sul, possui unidades do Cejuscon em Porto Alegre, Caxias do Sul, Novo Hamburgo, Pelotas, Rio Grande, Santa Maria e Carazinho.

Fonte: Rádio Santo Ângelo